Make your own free website on Tripod.com


ALAGOAS

Capital: Maceió

State Population: 2.604.049
Area: 27.933 km²
Economy: industries, agriculture, cattle breeding, petrolium

The Alagoas' flag consists of a rectangle vertically divided in three rectangular parts: the one on the right is red, the central part white and the one on the left blue.

The State coat of arms is in the central rectangle and has no listel or motto, but contains tips of stems of the cotton-plant and sugar cane, inter crossed under the blazon. The blue and red colors, sometimes joined with the white, are traditionally used in the State characteristic folk plays and merry makings: "Reisados'' (popular song celebrating the Epiphany); "Guerreiros"; "Cavalhadas" (joust or tournament for public entertainment; "Quilombos" (dance drama of the Brazilian northeast) and " Pastoris" .

Pictures of Alagoas and its cities...
Jangadeiro (raft) (17K)
Beaches (45K)

Links to Alagoas ans its cities...
Alagoas pictures
Maceió

 

BAHIA

Capital: Salvador
State Population: 12.2276.461
Area: 567.295.3 km²
Economy: mining, industries, argiculture

The Bahian flag contains four horizontal alternate white and red strips and in the upper half, a blue quadrangle that has a white triangle in the middle. A synthesis of libertarian ideals, the Bahian flag colors are the same as those of the flag of Bahian revolutionaries of 1798, who started the "Revolução dos Alfaiates". The triangle recalls the symbol of the conspiracy of the people of Minas Gerais in 1789, its strips evoke the North American flag and associate it with the Independence Declaration (1776) of great repercussion among the Brazilian people of XVIIIth Century.

This is salvador...
Salvador, (58K)
Salvador aerial view (21K)
Salvador (14K)
Beach - Salvador (20K)
Pelourinho - Salvador (29K)
Pictures of Bahia, its cities and people...
Baiana (29K)
Capoeira (71K)
Porto Seguro (28K)
Links to Bahia and its cities...
Barra Grande de Marau
REDE BAHIA - Servidor WWW
Feira de Santana
Prado
Post cards from Bahia
Salvador
Salvador and other Cities

CEARÁ

Capital: Fortaleza

State Population: 6.549.148
Area: 146.348.3 km²
Economy: industries, extracting

The flag of Ceará was created by the Decree No. 1971 of August 25th, 1922, signed by the "President of the State" Justiniano de Serpa based on the green rectangle and on the yellow lozenge of the national Pavilion. The Arms of Ceará placed in the center were created by the Law No. 393 of September 22nd, 1897, and sanctioned by President Antonio Nogueira Pinto Acioli.

Up till then was being used an adaptation of the national flag that was created by the shopkeeper João Tiburcio Albano and from which it was removed the blue circle studded with stars and both replaced by the Legend "Order and Progress".

Later, in 1967, the State Legislative Assembly approved it and the Governor Plácido Aderaldo Castelo sanctioned the Law No. 8889 of August 31St making some alterations. Thus, the Arms of Ceará took the shape of a polish shield centralized in a white circle with a green field split in the middle, one sudded of stars and the other one with a white bird in an oval opening, inside the shield a small bay and the seamark of Mucuripe are seen besides a raft on the sea and a palm tree, all of them illuminated by the rising sun And, in order to finish the symbolic representation "an old fortress, golden open in black".

CEARÁ - A Arrancada para o Progresso

A história do Ceará remonta ao ciclo dos descobrimentos espanhóis, quando o navegador Vicente Yánez Pinzón ancorou as suas caravelas numa de suas enseadas e contornou o litoral em direção da costa amazônica. Foi entre fevereiro e março de 1500 que Pinzón registrou sua passagem pelo cabo de Santa Maria de la Consolación e pela enseada que denominou de "Rastro Hermoso".

Considerado território português entes mesmo de ser descoberto por força do Tratado de Tordesilhas, o Cyará, ciará ou Ceará começou a existir para o mundo no histórico roteiro de Vicente YáiNez Pinzón.

O crescimento econômico do Ceará, durante longos anos, caracterizou-se nos setores de agricultura e de serviço, os quais ocupam, historicamente, posições de relevância incontestável.

O setor agropecuário, tradicionalmente, figura como principal fator de contribuição para a economia do Estado. Como a natureza não lhe é muito favorável, o Ceará está criando seu próprio clima agrícola, com a adaptação da agropecuária às condições de sua zona semi-árida. A modernização do setor, a intervenção na base estrutural do sistema agrário e programas de infra-estrutura física como abastecimento de água e esgoto, energia elétrica, comunicações e telecomunicações são metas prioritárias do atual Governo do Estado.

De acordo com os historiadores, a primeira unidade de produção organizada no Ceará surgiu no final do século XIX, quando, por iniciativa do Capitão-Mor Luiz Borba Alardo de Menezes, começou a funcionar no atual bairro da Aldeota, em Fortaleza, uma fábrica de louça vidrada A partir de 1904, com a implantação da Fábrica de Tecidos Progresso, é que realmente foram implementadas as tentativas mais importantes para criar no Estado uma estrutura de produção industrial. Mas, somente com a implantação da SUDENE (Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste) e do Banco do Nordeste, passou-se a assistir o aceleramento na área industrial. O III Pólo Industrial do Nordeste é uma realidade com seu parque em franca expansão e a cidade de Fortaleza figura, hoje,como o maior consumidor de aços planos de todo o Nordeste. É um novo Ceará produzindo riquezas nos setores metal-mecânico, têxtil e coureiro, aparecendo no quadro que retrata a contribuição dos Estados para o equilíbrio da balança comercial brasileira. Exemplo marcante é o beneficiamento do algodão em larga escala, de forma a transformar o Estado em importante pólo têxtil no contexto regional. O mesmo produto, ao lado da oiticica, babaçu, faveleiro e gergelim, alimenta o funcionamento de alentado grupo de empresas, dedicadas à exploração das oleaginosas e seus subprodutos.

Rico em frutos tropicais, o Ceará tem na fruticultura um importante segmento da sua economia, apresentando um bom desempenho, produzindo não apenas o suficiente para atender às necessidades alimentares da população, como gerando matéria-prima para as diversas indústrias em funcionamento no Estado. Do caju, a amêndoa aparece como o produto de maior valor comercial, sendo amplamente exportada para inúmeros países. O caju representa, atualmente, uma das melhores fontes de renda do Estado. Seu óleo tem também boa cotação comercial, enquanto a polpa é utilizada na fabricação de doces e sucos. O Ceará é ainda grande produtor de goiaba, melão, sapoti, graviola, laranja etc., sendo a banana o produto que lhe concede uma posição de liderança na economia brasileira, como maior produtor que é desse fruto no País.

O Ceará é também largamente beneficiado pela atividade pesqueira marítima. O Estado concentra o que há de mais moderno e sofisticado no País para a pesca empresarial, visto que ocupa a posição de primeiro produtor nacional e de maior exportador de lagosta do mundo. A frota pesqueira cearense é constituída de botes de cascos, paquetes, barcos motorizados e jangadas. Pelo menos dois tipos de pesca marítima são praticados no Ceará: a artesanal, cujas espécies principais são cangulo, serra cavala, pargo, sardinha-bandeira, biquara, cação, ariacó, guaiauba, garajuba, guaraximbora e xaréu; e a industrial, que concentra suas atividades na lagosta, que ocorre em toda a plataforma continental do Ceará, e no pargo, ambos exportados em quase sua totalidade para os mercados norte-americano e europeu.

O setor pesqueiro cearense conta com o apoio valioso da Universidade Federal do Estado, que mantém um curso de Engenharia da Pesca, diplomando anualmente 40 profissionais, e do Laboratório de Ciências do Mar, que desenvolve pesquisas científicas visando à diversificação da produção pesqueira - inclusive aproveitando os subprodutos para a confecção de farinha, patês, salsichas e até mesmo caviar.

Pictures of Ceará and its cities...
Fortaleza beaches (73K)
Jangadas (24K)

MARANHÃO

Capital: São Luis

State Population: 5.088.292
Area: 333.365.6 km²
Economy: industries, services, agriculture, extracting (palm tree)

The flag of the State of Maranhão was instituted by decree no. 6, of December 21st,1889.

It is made up of nine - four white, three red and two black - horizontal intercalated stripes, with a blue square in the upper corner linking the lance, and having as a center a white five pointed star (the square occupies one third of the Flag's length and half of its width).

In the opinion of the poet Joaquim de Souza Andrade (Sousandrade), that created the flag, the colors of the stripes represent the racial fusion that formed the Brazilian ethnical groups. The white star with the blue background symbolizes Maranhão - it is the same Beta of the Scorpius that appears on the Brazilian Flag.

Links to Maranhão and its cities...
Alcântara
O Estado do Maranhão

PARAÍBA

Capital: João Pessoa

State Population: 526.088
Area: 189 km²
Economy: mining, commerce, industry, tourism

The flag of Paraíba honors the political events which evolved João Pessoa himself, the Liberal Alliance Party and the Revolution of 1930.

The inscription "NEGO" printed in white characters on a red background is originated from the contrary position adopted by Paraíba concerning the candidature of Julio Prestes for the Presidency of the Republic, sent by telegram in answer to the consultation made by Mr. Tavares Cavalcanti, intermediator of the Catete Palace.

The black color expresses the mourning the State wore in honor of the assassination of João Pessoa - at that time President of Paraíba - on July 26th, 1930, in Recife by the Bachelor João Dantas. Thus the Revolution of 1930 began.

Finally, the red color pays homage to the victorious Revolution itself which starting in Paraíba spread all over the South headed by Getulio Vargas and culminated in the deposition of Washington Luis who was President of the Republic at that time.

PARAÍBA - A Educação é sua Grande Meta

Fundada no ano de 1585, da ocupação holandesa, em 1634,até passar novamente às mãos dos portugueses, o destino da Paraiba foi marcado por contínuos combates.

O nome "Paraíba", significando "porto man" ou "mar corrompido", numa alusão ao rio que banhava as terras onde viviam os Tapuias e os Tabajaras e, ao norte, os Potiguares, foi dado pelos indígenas, para situar a região que os primeiros civilizados chamaram São Domingos.

Quinto Estado mais populoso do Nordeste, a Paraíba apresenta uma distribuição demográfica irregular. A maior parte concentra-se nas zonas do litoral e da Mata, junto à Capital, com grandes núcleos também registrados em áreas localizadas às margens das principais rodovias. As cidades mais populosas, além de João Pessoa, são Campina Grande, Patos, Bayeux, Souza, Cajazeiras e Guarabira.

A Paraíba ocupa o terceiro lugar no Nordeste, do ponto de vista da densidade do sistema rodoviário pavimentado. Há aproximadamente 100 estradas estaduais. O sistema portuário é realizado através do Porto de Cabedelo, ponto inicial da Transamazônica, a 18 km do centro de João Pessoa. Sua posição é privilegiada, pois está ligado aos demais Estados do Nordeste através da Rede Ferroviaria Federal, bem como pela malha rodoviária, através da BR-230 e BR-101. O movimento de transporte de cargas atualmente é de 369 mil toneladas/ano.

Desde 1970, a Paraíba tem sido um dos Estados nordestinos de maior desenvolvimento educacional, inclusive nas áreas rurais. A educação primária é dada a aproximadamente 500.000 estudantes. O ensino técnico é ministrado principalmente pelo SENAC e SENAI, além das Escolas Técnicas Federais. Há, no Estado, três universidades, com cerca de 30.000 estudantes e mais de 2.500 professores e pesquisadores. O ensino superior é ministrado pela Universidade Federal da Paraíba; pela Universidade Autônoma e pela Universidade Regional do N ordeste, em Campina Grande. No setor de pesquisa da UFPb, deve-se destacar o Laboratório de Energia Solar.

A principal fonte de riqueza do Estado é a agricultura, que se divide em três tipos: de chuva, irrigada e seca. O mais importante produto agrícola é o algodão, que participa com pouco menos de um terço da produção total, seguido da cana-de-açúcar, sisal, milho, feijão, mandioca e abacaxi.

Também a criação de suínos, caprinos e muares constitui verdadeira fonte de riqueza do Estado, formando amplos e variados recursos pela comercialização de seus derivados como queijo, leite, manteiga, pele e couro.

Os dois maiores centros industriais paraibanos localizam-se em João Pessoa e Campina Grande. Há,ainda,a Zona Industrial de Santa Rita, com 6 indústrias em funcionamento e 4 em implantação; o Micro-distrito Industrial de Santa Rita, que já conta com 14 empresas que têm reserva de lotes formalizados; o II Distrito Industrial de Campina Grande, localizado no município de Queimadas, com 5 indústrias projetadas; e a Zona Industrial de Cabedelo, com 7 indústrias implantadas.

A Paraíba ocupa a terceira posição entre os Estados produtores de minérios, com destaque para o calcário e a bentonita. Ainda são recursos minerais a areia, água mineral, argila, britas, caulim, feldspato, amianto e gemas, entre outros.

No setor da pesca e piscicultura, destaca-se a pesca da baleia, que contribui com 6 a 8 mil toneladas anuais além de peixes e camarão.

Pictures of Paraíba and its cities...
João Pessoa (aerial view)(36K)
João Pessoa 2(aerial view)(38K)
Links to Paraíba and its cities...
Paraíba
Patos

PERNAMBUCO

Capital: Recife

State Population: 7.294.480
Area: 98.937.8 km²
Economy: industry, agriculture, cattle raising

Pernambuco had its flag even before the Independence of Brazil. It represents the Pernambucan Revolution, of 1817 which, before the times of Empire, proclaimed in the country, the republican form of government.

Under the repression of the Monarchy, this Revolution full of glories, heroes and martyrs had its flag forgotten for a long time, until in 1917, on the occasion of the Revolution Centenary, by decree of Manuel Antonio Pereira Borba, at that time the Governor, it became the official flag of Pernambuco State.

This flag has two colors dark blue and white, divided horizontally in unequal sections. The blue upper and larger rectangle, contains a rainbow with a star above it and below it there is a sun inside a semicircle. In the white lower and smaller rectangle there is a red cross.

Pictures of Recife and its cities...
Caruaru (58K)
Fernando de Noronha (27K)
Olinda (40K)
Recife (26K)
Links to Pernambuco and its cities...
Fernando de Noronha
Fernando de Noronha online
Recife - VIA UofO

PIAUÍ

Capital: Teresina

State Population: 2.657.127
Area: 252.378 km²
Economy: industry, agriculture, cattle raising

Created by law no. 1.050, of July 24th,1922, the flag of the State of Piaui presents thirteen alternated stripes, seven green and six yellow, containing, in the upper left corner, a blue rectangle, whose central figure is a white star, symbolizing Piaui as a Unit of the Brazilian Federation.

Pictures of Piaui and its cities...
Panaipi (24K)
Serra da Capivara (27K)
Teresina (45K)

RIO GRANDE DO NORTE

Capital: Natal

State Population: 2.503.128
Area: 53.306.8 km²
Economy: petrolium, agriculture, industry, horticulture

The flag of Rio Grande do Norte was created by the Law No. 2160 of December 3rd, 1957, sanctioned by the Governor Dinarte Medeiros Mariz who was in power at that time.

The idea for its creation originated from a group of elements linked with the "potiguar" culture, belonging to the historian Luis da Camara Cascudo the task of studying its shape.

The flag has the form of a rectangle divided into two equal parts. The upper one is green and the lower one is white. At the center of the rectangle a yellow field, in the form of a shield, serves as background against the emblem of the state established by the Decree No. 201 of July 1 St.,1909.

RIO GRANDE DO NORTE - Uma Nova Realidade nos Campos Social e Econômico

A história do Rio Grande do Norte tem início com a divisão do Brasil em Capitanias Hereditárias.

Em carta datada de 11.03.1535, El-Rei, D. João III, doou um quinhão de terra com 100 léguas, que tomou o nome de Capitania do Rio Grande, a João de Barros.

Continuou com o nome de Rio Grande até meados do século XVIII, ocasião em que foi verificada a complementação , em razão de haver outra capitania com esse nome lá nos rincões do Sul, sendo necessário acrescentar Norte e Sul às duas Capitanias.

O Rio Grande do Norte está localizado no ponto em que o Brasil está mais próximo da Europa, América e África. Apresenta uma forma alongada no sentido leste-oeste. Situado na chamada região N ordeste oriental, é um Estado costeiro e marítimo. Limita-se a leste e norte com o Oceâno Atlântico, a oeste com o Ceará e,ao sul,com a Paraíba. Possui uma área limitada de 53.015 km2.

O Estado, integrando 150 municípios, está div idido em 10 micro-regiões homogêneas, que são as seguintes: Salineira Norte-rio-grandense; Litoral de São Bento do Norte; Açu e Apodi; Sertão de Angicos; Serra Verde; Natal; Serrana Norte-rio-grandense; Seridó; Borborema Potiguar e Agreste Potiguar. Dentre as cidades, merecem destaque por seu desenvolvimento além de Natal, Capital do Estado, Mossoró, Macau, Caicó, Açu, Currais Novos, Nova Cruz e Areia Branca.

Sua economia é baseada na agricultura e na extração de sal marinho. Possui as maiores salinas brasileiras. É o 2.° produtor de cera de carnaúba e o 3.° em castanha de caju.

O algodão, que já foi sustentáculo da economia da região norte-rio-grandense, estende sua área pelos municípios de Jardim do Seridó, Caicó e Ouro Branco. O algodão produzido nesta região é o que há de melhor para a comercialização, do tipo mocó de fibra longa.

Entre as indústrias instaladas no Rio Grande do Norte, destacam-se as confecções Guararapes, Soriedem, Sucar, Impasa (papel), Pastoni (pesca), Jossan (pregos) etc. É rico em minerais, inclusive atômicos.

O Programa Químico do Governo do Estado está voltado para o aproveitamento de sal, calcário, gipsita, fluorita, argila, petróleo, gás e outros bens minerais. Implanta-se a ALCANORTE - Álcalis do Rio Grande do Norte S/A e apóia-se a criação, no âmbito estadual, da Rio norte Magnésio S/A Riomag, que irá desenvolver o projeto de aproveitamento das águas residuais das salinas. Valorizar o homem, fixando-o à terra e dando-lhe condições de promover o seu desenvolvimento e consolidar o seu bem-estar é a meta prioritária do Governo norte-rio-grandense e o programa habitacional pode ser considerado o ponto alto da atual política governamental.

Pictures of Rio Grande do Norte and its cities...
Natal - fort (36K)
Natal - beach (42K)

Links to Rio Grande do Norte and its cities...

Natal -
RN Online

SERGIPE

Capital: Aracajú

State Population: 1.551.405
Area: 22.050.4 km²
Economy: agriculture, cattle raising, extracting

An industrial and merchant-seaman, called Jose Rodrigues Bastos Coelho, suggested the original idea for the Sergipe's flag. This "Sergipano" at the end of the last century, seeing the necessity for a distinctive pendant for his vessels that could identify his State of origin, created the flay, which was later officialized by Decree No. 795, of October 19th, 1920.

The decree No . 360, of October 30rd , 195 1, modified the flag, essentially on the number of stars and their disposition in the blue rectangle since the meaning was modified: no longer representing fluvial sand bars, but the State municipalities.

The decree No. 458, currently in effect, of December 3rd, 1952, reestablished the original flag, instituted by Decree no. 795, of October 1 9th, 1920, which has the colors of the national flag. The five stars represent the sand bars: Sergipe or Aracaju River Bar; São Francisco River Bar; Real River or Estancia Bar, Vasa Barris River or São Cristovão Bar and Japaratuba River Bar.

Pictures of Sergipe and its cities...
aerial view (53K)
Aracaju beaches (41K)

Links to Sergipe.
Sergipe



Designed and maintained by FLB Enterprises